Adenomiose Uterina X Fertilidade

adenomiose-uterina-x-fertilidade-img

A adenomiose é uma doença que ocorre quando pedaços de endométrio surgem no miométrio, provocando sangramentos dentro da camada muscular do útero. As causas da adenomiose ainda são desconhecidas.

Estima-se que aproximadamente 20% das mulheres tenham adenomiose. Cerca de 1/3 das mulheres com adenomiose não apresenta sintoma algum. Nos 2/3 que desenvolvem sintomas, os principais são grande fluxo menstrual e cólicas intensas. Dor durante o ato sexual e sangramentos fora do período menstrual são outros sintomas comuns.

Apesar de ainda não ser um dado totalmente comprovado, acredita-se que a adenomiose esteja relacionada a um maior risco de infertilidade. O maior risco de abortamento ou de parto prematuro nas gestantes com adenomiose também é um tema ainda controverso, havendo discordância de opinião entre os especialistas.

O diagnóstico pode ser confirmado se a mulher estiver com cólicas e fluxos menstruais intensos, associados a um útero de tamanho aumentado, exames de imagem, como a US transvaginal ou a ressonância magnética da pelve, podem ajudar a estabelecer o diagnóstico.

O único tratamento 100% eficaz para a adenomiose é a remoção cirúrgica do útero (histerectomia). Como os sintomas costumam se agravar somente após os 40-45 anos de idade, e desaparecem após a menopausa, a maioria das mulheres acaba não precisando recorrer a um tratamento tão radical.