Congelamento de sêmen

Consiste na coleta de uma ou mais amostras de sêmen e congelamento dos espermatozóides obtidos. As amostras são congeladas em um meio crioprotetor – que impede a formação de cristais e reduz os danos que o congelamento causa às células – e mantidas em nitrogênio líquido à temperatura de -196ºC, podendo permanecer congeladas por tempo indeterminado.

Amostras de sêmen podem ser congeladas como uma espécie de seguro, garantindo, no futuro, a obtenção de espermatozóides viáveis, que não foram expostos aos agentes agressores. É uma alternativa para pacientes que vão se submeter a tratamento oncológico ou qualquer outra condição que possa comprometer sua fertilidade. É o caso, por exemplo, de homens que decidem realizar uma vasectomia, ou seja, se tornar estéreis. Muitos têm o objetivo de evitar filhos no presente, mas não desejam excluir a possibilidade de uma a gestação mais adiante. Além disso, o congelamento de sêmen também é de grande importância para casais que já estão realizando o tratamento de reprodução assistida quando não existe a possibilidade do homem estar presente no dia da coleta de óvulos da esposa.

Gostou da Matéria? Deixe seus comentários!!!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *