Fertilização In Vitro (FIV) com ICSI (injeção intracitoplasmática)

A fertilização in vitro (FIV) com injeção intracitoplasmática de espermatozoides (ICSI) é uma técnica de reprodução assistida utilizada quando a infertilidade é causada por problemas de qualidade ou quantidade de espermatozoides.

Na FIV com ICSI, ao contrário da FIV convencional, um único espermatozoide é injetado diretamente no óvulo em laboratório, aumentando as chances de fertilização. Essa técnica é indicada em casos de infertilidade masculina grave, como baixa contagem de espermatozoides, motilidade reduzida ou morfologia anormal dos espermatozoides.

A FIV com ICSI também pode ser indicada para homens que se submeteram à vasectomia, para casais com problemas de fertilização em tentativas anteriores de FIV convencional ou em casos de dificuldade na penetração do espermatozoide no óvulo.

A técnica é semelhante à FIV convencional, com a diferença de que a injeção intracitoplasmática é realizada no óvulo antes da fertilização em laboratório. Depois da fertilização, os embriões são cultivados em laboratório por alguns dias e, em seguida, um ou mais embriões são transferidos para o útero da mulher.

Os benefícios da FIV com ICSI incluem maiores chances de fertilização e gravidez em casos de infertilidade masculina grave. Além disso, a técnica permite a seleção dos espermatozoides mais saudáveis para a injeção intracitoplasmática, aumentando as chances de sucesso.

No entanto, a FIV com ICSI também está associada a alguns riscos, como a possibilidade de anomalias genéticas nos embriões e a possibilidade de síndrome de hiperestimulação ovariana. É importante que o casal seja avaliado por um médico especialista em reprodução humana para decidir qual a melhor técnica de reprodução assistida para o seu caso específico.

Agende sua Consulta

Escolha como deseja agendar a sua consulta

Baixa Complexidade

Infertilidade Masculina

Em que podemos ajudar?